Como vivemos é como morremos

Estudo on-line do novo livro da Pema Chödrön — encontros especiais, desconto no livro, meditações guiadas ao vivo e o calor da comunidade!

Live de abertura e convite (com Gustavo Gitti, Stela Santin, Fábio Rodrigues e Daniel Cunha)

Como vivemos é como morremos acabou de ser publicado no Brasil. É o novo livro e talvez seja a obra-prima de Pema Chödrön, de tão profundo, abrangente e de leitura fácil e deliciosa.

Com base no Bardo Tödrol (que ficou conhecido como O livro tibetano dos mortos) e nas instruções essenciais que recebeu de seus professores, Pema Chödrön nos leva por uma jornada espetacular em 25 capítulos cheios de sugestões práticas.

Incontáveis pessoas foram apoiadas pelos ensinamentos de Pema Chödrön em momentos de luto, separação, doença, incerteza, frustração e todo tipo de sofrimento. Se você está em um momento positivo da vida, as visões e práticas sugeridas em Como vivemos é como morremos são igualmente perfeitas para fortalecer suas ações benéficas e aprofundar seu caminho.

Vamos começar no dia 10 de junho e seguir juntos por 22 semanas. Esta página é nosso convite de coração para a grande aventura que será esse estudo irrepetível.

“Eu acredito que o fator mais importante ao nos prepararmos para a morte é lembrar de que como vivemos é como morremos. Se aprendermos a abraçar a impermanência, a trabalhar com nossos kleshas, a reconhecer a natureza vasta-como-o-céu da nossa mente e a nos abrir com grande amplitude às experiências da vida, estaremos aprendendo tanto como viver quanto como morrer.”

Pema Chödrön

O que vou aprender com este estudo?

Ao longo de 25 capítulos, Pema Chödrön nos ensina:

No fim, Pema Chödrön deixa apêndices detalhados, que incluem instruções de meditação e tabelas com as descrições detalhadas do budismo tibetano.

O livro é muito fácil de ler, cheio de histórias e exemplos muito íntimos, passando por praticamente todas as emoções e diversos tipos de obstáculos comuns. Pema Chödrön nos ajuda a transformar tudo em prática e ensina cada método com um nível impressionante de detalhamento e simplicidade.

E tudo fica ainda melhor quando nos engajamos nessas práticas coletivamente, aproveitando o fogo da comunidade.

Quando começa e como será?

O estudo começa dia 10 de junho e vai durar 22 semanas.

Os encontros principais de estudo são às segundas, das 19h30 às 21h, no horário de Brasília, via Zoom, mas não é necessário participar ao vivo, pois deixaremos todas as gravações em uma página especial do estudo, incluindo:

Aqui no lugar, nos últimos sete anos, mais de 4000 pessoas de todos os estados do Brasil e de 20 países estudaram juntas os livros Um coração sem medo (Thupten Jinpa), O poder de uma pergunta aberta e A lógica da fé (Lama Elizabeth Mattis-Namgyel), À beira do abismo (Roshi Joan Halifax), O mundo poderia ser diferente (Roshi Norman Fischer), Quando tudo se desfaz e Acolher o indesejável (Pema Chödrön).

Este será o maior estudo que já organizamos nesses 11 anos de comunidade.

Encontros especiais durante o estudo!

Roshi Joan Halifax, PhD, é professora budista, sacerdotisa Zen, antropóloga, escritora e ativista. Ela é Fundadora, Abadessa e Professora Diretora do Upaya Zen Center, um monastério budista em Santa Fé, Novo México. Estudou por uma década com o professor Zen Seung Sahn na Escola Zen Kwan Um, recebeu a Transmissão da Lâmpada de Thich Nhat Hanh e também o Inka de Roshi Bernie Glassman.

Obteve seu doutorado em antropologia médica em 1973. Acompanhou muitas pessoas em processo de morte e lecionou sobre o morrer em muitas instituições acadêmicas, incluindo a Harvard Divinity School e a Harvard Medical School, a Georgetown Medical School, a University of Virginia Medical School, a Duke University Medical School University of Connecticut Medical School, entre muitas outras. Recebeu uma bolsa da National Science Foundation em Antropologia Visual e foi pesquisadora honorária em Etnobotânica Médica na Universidade de Harvard. De 1972 a 1975, trabalhou com o psiquiatra Stanislav Grof, no Centro de Pesquisa Psiquiátrica de Maryland, em um trabalho pioneiro com pacientes terminais com câncer, utilizando o LSD como um complemento à psicoterapia. Depois do projeto LSD, continuou a ensinar leigos e profissionais de saúde a cuidarem compassivamente das pessoas à beira da morte.

É diretora do projeto Being with Dying (Presente no Morrer) e fundadora do projeto Upaya Prison, que desenvolve programas de meditação para prisioneiros. Nos últimos quarenta anos, também tem atuado ativamente nos problemas ambientais. É autora dos livros Presente no morrer (que vamos também usar em algumas meditações guiadas) e À beira do abismo (que foi o nosso estudo em 2021).

Será a quinta vez que Roshi Joan estará conosco!

A querida Dra. Ana Claudia Quintana Arantes generosamente aceitou voltar ao lugar — ela já esteve conosco muitas vezes, inclusive oferecendo cursos presenciais no comecinho do lugar — para um encontro especial no qual contará um pouco do que presenciou ao acompanhar muitas pessoas em seus momentos finais.

Para quem não conhece, Ana Claudia é médica, escritora, palestrante e professora, completamente dedicada a oferecer uma vida, um envelhecimento e uma morte digna para mais e mais pessoas. É formada pela USP com residência em Geriatria e Gerontologia no Hospital das Clínicas da FMUSP, pós-graduação em Psicologia – Intervenções em Luto pelo Instituto 4 Estações de Psicologia, especialização em Cuidados Paliativos pelo Instituto Pallium e pela Universidade de Oxford. É uma das fundadoras e hoje presidente da Casa do Cuidar, que continuamente forma profissionais em cuidados paliativos. Atua em consultório e também na Casa Humana, onde coordena a atenção domiciliar em cuidados paliativos para pessoas portadoras de doença crônica ameaçadora da vida.

É autora de A morte é um dia que vale a pena viver, Histórias lindas de morrer, Pra toda a vida valer a pena viver, Linhas Pares e Mundo Dentro.

Quem vai conduzir?

O estudo do livro — capítulo a capítulo, página a página, linha a linha — será conduzido por Gustavo Gitti, Stela Santin, Lia Beltrão, Daniel Cunha e Fábio Rodrigues. Teremos a presença da querida Jeanne Pilli para uma noite de estudo também! Vamos mergulhar no livro em comunidade, aprendendo a aplicar cada ponto-chave da prática exatamente em meio aos problemas de nossa vida.

Além de passar por todas as páginas, vamos dedicar as manhãs de silêncio para praticar as meditações que Pema Chödrön ensina em detalhe. Gustavo, Lia, Stela, Daniel e Fábio conduzirão as meditações. E toda sexta temos relaxamento e yoga com a Geovana Colzani.

Meditações guiadas

Durante todas as semanas do estudo, vamos praticar as meditações que Pema Chödrön ensina em detalhe no livro. São práticas de consciência aberta, de relaxar com o ar que sai, de amor e compaixão, de sabedoria com as emoções…

Gustavo, Lia, Stela, Daniel e Fábio conduzirão as meditações ao vivo, de segunda a sexta. E temos uma manhã de relaxamento e yoga com a Geovana Colzani. Cerca de 50 pessoas estão participando ao vivo todo dia, é bonito de ver.

No mesmo dia a gente edita e coloca o áudio no site para quem tem pouco tempo praticar uma ou outra meditação de 15-20 minutos a cada semana.

Desconto no livro para a comunidade

Para esse estudo, em parceria com a editora Gryphus, tivemos a honra de poder contribuir e revisar a tradução antes de sua primeira edição. Além disso, a Gryphus adora a comunidade do lugar e nos ofereceu um desconto!

Assim que você entrar no lugar, receberá um código feito especialmente para as pessoas participantes do lugar ganharem 10% de desconto na compra de dois ou mais livros, com frete grátis para todo o Brasil. Dá 15 reais de desconto ou mais.

A ideia é você comprar um para você e outro para presentear alguém. Outra opção é você comprar junto um livro mais antigo da Pema Chödrön, como o Quando tudo se desfaz ou o Acolher o indesejável, pois todas as gravações destes estudos estão disponíveis para os participantes de nossa comunidade.

Recomendamos que entre já no lugar para pegar o código de desconto e encomendar seus livros. Caso você deixe para comprar mais em cima, não se preocupe pois é perfeitamente possível participar do estudo sem o livro em mãos nas primeiras semanas.

Pema Chödrön

Ani Pema Chödrön é uma aclamada professora budista com 50 anos de experiência de estudo e prática diária. Nasceu Deirdre Blomfield-Brown em 1936, na cidade de Nova York. Formou-se na Universidade da Califórnia, em Berkeley. Por muitos anos, atuou como professora primária no Novo México e na Califórnia. Ela tem dois filhos e três netos.

Quando tinha trinta e poucos anos, Ani Pema viajou para os Alpes franceses e lá encontrou o Lama Chimé Rinpoche, com quem estudou por vários anos. Tornou-se monja noviça em 1974, quando estudava com o Lama Chimé em Londres. Sua Santidade, o XVI Karmapa esteve na Escócia naquela época e Ani Pema foi ordenada por ele.

Em 1972 ela conheceu seu guru raiz, Chögyam Trungpa Rinpoche. Por incentivo de Lama Chimé, começou a trabalhar com Rinpoche e foi com ele que Ani Pema acabou tendo uma conexão mais profunda, estudando sob sua orientação de 1974 até o falecimento de Trungpa Rinpoche, em 1987. Em 1981, a pedido do XVI Karmapa, ela recebeu a total ordenação bhikshuni, na linhagem chinesa do budismo, em Hong Kong. Serviu como diretora do centro Karma Dzong, em Boulder, Colorado, até se mudar, em 1984, para a rural Cape Breton, Nova Escócia, onde foi diretora do Gampo Abbey. Chögyam Trungpa Rinpoche deu-lhe instruções explícitas sobre a fundação desse monastério para monges e monjas ocidentais.

Atualmente, Ani Pema passa bastante tempo em retiro solitário, sob a orientação do Venerável Dzigar Kongtrul Rinpoche. Um de seus trabalhos é ajudar a estabelecer a vida monástica do budismo tibetano no Ocidente, assim como continuar seu trabalho com budistas ocidentais de todas as tradições. Sua organização sem fins lucrativos, a Pema Chödrön Foundation, dá apoio constante a monjas na Índia e no Nepal, e a organizações que ajudam indivíduos e comunidades em situação de vulnerabilidade social nos Estados Unidos, além de dezenas de outros projetos sociais. (Ao participar do estudo, você vai também participar de nossa doação para a Pema Chödrön Foundation, mesmo que não doe diretamente.)

Mesmo na tradição tibetana, é raro encontrar alguém com a coragem, o insight, a humildade e a bravura de Pema Chödrön.

Dzongsar Jamyang Khyentse Rinpoche

Comunidade e continuidade

Estamos em uma comunidade com cerca de mil participantes de todos os estados do Brasil e de 20 países. Será uma alegria e uma honra contar também com a sua presença! Esse é o melhor momento do ano para entrar no lugar, pois você se sentirá começando do zero junto de todo mundo.

A participação no estudo é inseparável da participação na comunidade do lugar. A cada semana, além do encontro principal para estudarmos o livro, temos meditação ao vivo nas manhãs de silêncio (gravadas para você praticar a qualquer momento). Apostamos em continuidade e em comunidade, não em ações isoladas e pontuais.

Ao longo dos últimos anos oferecemos diversos ciclos de aprofundamento (SIM, Comunidade, Vida e morte, Mãos e olhos da compaixão, Radicalmente vivos…) e estudos anuais, como esse da Pema Chödrön. Todos os vídeos, áudios e materiais desses ciclos, intensivos e estudos inteiros seguem disponíveis para quem entrar agora.

Se você já participa do lugar, é só colocar na agenda e relaxar. Se participava e deu um tempo, é só voltar.

Se deseja entrar no lugar para participar do estudo, veja abaixo como entrar.

“A Pema Chödrön entrou na minha vida através do lugar. Muitas coisas me marcaram, mas talvez o que mais me tocou foi o convite de ficar com o desconforto. A descoberta de que eu não precisava fugir, que eu podia ficar. E eu fui ficando aos pouquinhos. As práticas e as trocas com as pessoas foram me mostrando que era possível ficar um pouco mais. E foi assim abrindo um mundo inteiro, dentro e fora de mim.”

Alessandra Granato,
(cientista e pesquisadora que vive no Canadá e participa há muitos anos da comunidade do lugar)

Arte toda semana!

Convidamos os artistas Gsé Silva, Valentina Fraiz, Silvia Guimarães, Suely Mesquita, Germana Guilhermme, Sophia Buaiz, Lemon Torquato e Fabio Rodrigues para criar livremente a partir da leitura, dos encontros, dos relatos da comunidade e de suas próprias práticas e contemplações na relação com os ensinamentos da Pema Chödrön nesta obra-prima.

Além de imagens, fotos, pinturas, ilustrações e talvez vídeos inspirados pelo estudo, ao fim teremos duas músicas originais! E um bordado… que vai levar meses para ser feito!

A relação entre Dharma e arte é uma das riquezas das linhagens de Chögyam Trungpa Rinpoche e Dzigar Kongtrul Rinpoche, ambos professores de Pema Chödrön. Ao fazer essa pequena iniciativa com esses artistas maravilhosos, deixamos nossa oferenda e intenção de fazer mais e mais nessa conexão.

Convide uma amiga

Muitas pessoas ao seu redor talvez não conheçam Pema Chödrön e talvez se beneficiem tremendamente do contato com esse livro e esse estudo. E você pode facilmente participar desse processo de conexão!

Temos percebido que muitas pessoas que participam da comunidade estão convidando amigas e parentes, pois facilita ter alguém próximo imerso nas mesmas práticas e contemplações. Portanto, se quiser potencializar seu aprofundamento, sugerimos que você convide duas pessoas próximas para o estudo. Nossa transformação só vai se tornar natural e contínua se a rede ao nosso redor mudar também.

É só ligar para a pessoa ou escrever uma mensagem deixando o link para essa página: olugar.org/vivemos

Para facilitar preparamos um link que já contém uma mensagem (edite à vontade):

Se preferir, você pode dar de presente: olugar.org/presente

Quer participar?

O lugar é uma empresa bem pequena. Somos sustentados pela generosidade direta dos participantes, que se alegram em apoiar esse trabalho e tornam possível tudo o que organizamos e oferecemos ao longo de todas as semanas do ano, desde 2013.

Para entrar e começar a participar do estudo de Acolher o indesejável, o valor da contribuição é R$ 110* por mês, via cartão de crédito. A liberação de acesso é imediata e você pode cancelar a qualquer momento.

O valor da contribuição mensal vai aumentar a partir da primeira semana do estudo, de R$ 110 para R$ 125. Porém, se você entrar agora ou até 10 de junho, que é o ínicio do estudo, seguirá oferecendo o valor atual (menor) pelos próximos meses e anos, indefinidamente, sem ser afetado pelo aumento do valor. Portanto esta é uma boa hora para entrar!

Para entrar via cartão de crédito, clique abaixo:

Quero Entrar

Se preferir fazer uma transferência bancária (a liberação ocorre em até 48h), clique aqui. Se você fala português, mas não é brasileiro e não tem CPF, escreva para nós: coordenacao@olugar.org

*Se você sentir que esse valor não se adequa à sua realidade (especialmente se estiver em situação de vulnerabilidade social), não deixe que dinheiro seja um obstáculo. Isso só é possível pela generosidade de todos os participantes atuais. Preparamos uma página especial para que a comunidade possa te apoiar.

É realmente uma alegria poder estudar esse livro em grupo por mais de 20 semanas. Será um prazer seguir mais junto de você! Nos vemos no lugar.

Breve aspiração

Pelo poder desse estudo em comunidade, que você e muitas pessoas ao seu redor possam ler, estudar e aplicar na vida as instruções tão diretas que Pema Chödrön oferece em Como vivemos é como morremos. Como Ani Pema diz:

“Minha aspiração para o que se segue é escrever de tal modo que esses ensinamentos sejam significativos e benéficos para você, sejam quais forem suas crenças. Se conseguirmos aprender a navegar no fluxo contínuo de transições em nossa vida atual, estaremos preparados para a morte e qualquer coisa que possa segui-la, não importa a cosmovisão que adotamos. Meus professores, começando por Chögyam Trungpa Rinpoche, deram-me muitas instruções de como fazer isso. Ao aplicar esses ensinamentos do bardo, aprendi a eliminar grande parte do medo e da ansiedade em relação à morte. Porém, tão importante quanto isso, esse treinamento me fez sentir mais viva, aberta e corajosa na minha vida cotidiana. Por esse motivo eu gostaria de passar a vocês esses ensinamentos e seus benefícios.”

Pema Chödrön